Agronegócios
19/05/2017 - 09h46 | Atualizado em 19/05/2017 - 10h05

Brasil já colheu mais de 5 mi sacas de café, diz Safras & Mercado

Colheita de café da safra brasileira 2017/18 havia atingido 11% do total esperado até 16 de maio

Brasil já colheu mais de 5 mi sacas de café, diz Safras & Mercado
Brasil já colheu mais de 5 mi sacas de café, diz Safras & Mercado
Foto: Reuters

SÃO PAULO - A colheita de café da safra brasileira 2017/18 havia atingido 11 por cento do total esperado até 16 de maio, o que representa um volume de aproximadamente 5,5 milhões de sacas de 60 kg, informou nesta sexta-feira a consultoria Safras & Mercado.

Houve um avanço de cinco pontos percentuais na colheita na comparação com o total projetado na semana anterior apesar das chuvas, de acordo com dados da Safras, que aponta um ritmo semelhante à mesma época de 2016.

Em igual período do ano passado a colheita estava em 10 por cento, e em 9 por cento na média dos últimos cinco anos para a época, disse a consultoria.

O volume já colhido corresponde a cerca de três vezes o total de café verde exportado pelo Brasil em abril, que somou 1,86 milhão de sacas e atingiu os níveis mais baixos em vários meses, uma vez que o país ainda não havia começado efetivamente a colheita e está com baixos estoques.

A estimativa da Safras para a colheita toma por base uma produção de 51,1 milhões de sacas de 60 quilos. O governo brasileiro estima uma colheita menor, de 45,6 milhões de sacas, segundo previsão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgada na véspera, uma queda de mais de 10 por cento ante a temporada anterior.

Historicamente, as estimativas para a safra de café realizadas pelo setor privado são maiores do que as do governo.

Segundo o consultor de Safras para café, Gil Barabach, as chuvas atrapalharam um pouco a colheita na semana.

"Mesmo assim, os trabalhos de colheita começam a ganhar um pouco mais de ritmo. No conilon (café robusta), o andamento da safra vai confirmando uma melhora na produtividade e uma safra maior que a do ano passado", declarou ele, em nota.

Para Barabach, no café arábica o resultado da colheita segue positivo, especialmente no Sul de Minas.

"O elevado percentual de café verde nas lavouras ainda limita o avanço dos trabalhos. Já a granação e a qualidade da bebida do café colhido, até agora, são boas", disse.

(Por Roberto Samora)

Reuters

Assuntos relacionados:

agronegócioscommoditiescafé
Imprimir
Publicidade

Especial

Especial Leilões & Negócios

Versão digital (23/06/2017)

Para assinantes Assine o jornal impresso e tenha acesso total à versão digital.
Versão digital do DCI
Clique e assine hoje mesmo
Publicidade

Nós curtimos

TVB Nova Brasil FM Rádio Central AM
Uma empresa do
© 2017. DCI Diário Comércio Indústria & Serviços. Todos os direitos reservados.