Plano de voo Liliana Lavoratti Editora de fechamento
31/03/2016 - 05h00

Guerra fiscal migra para os serviços

Câmara Municipal de Fortaleza aprovou projeto de lei concedendo benefícios fiscais para empresas aéreas que instalarem centros internacionais de conexões de voos na cidade

 A guerra fiscal, que outrora era concentrada nos governos estaduais para atrair indústrias por meio da isenção ou redução do ICMS, está migrando para os municípios e área de serviços. Ontem, a Câmara Municipal de Fortaleza aprovou projeto de lei concedendo benefícios fiscais para empresas aéreas que instalarem centros internacionais de conexões de voos na cidade. A proposta visa atrair o hub que a companhia Latam vai criar no Nordeste. A empresa avalia as condições de Fortaleza (CE), Natal (RN) e Recife (PE) para a instalação do centro de conexões. O projeto isenta ou reduz o ISS para a implantação do hub e toda cadeia desse serviço.


A fome do 'leão' paulista
A recente sinalização da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo, de elevar a meta de arrecadação de tributos para este ano, está preocupando o Sindicato dos Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo (Sinafresp). "A justiça fiscal envolve a dura luta de fazer com que os desonestos paguem impostos, mas aumentar assim a arrecadação em tempos de crise é sujeitar a economia paulista a um sufocamento que fará todo o povo do Estado de São Paulo sofrer", afirma o presidente do sindicato, Alfredo Portinari Maranca.


Retrato atual 
A pesquisa CNI/Ibope, divulgada ontem, mostrou que a popularidade do governo Dilma Rousseff permanece estável na comparação com dezembro passado. A rejeição ao governo (segundo a CNI/Ibope), com o percentual "ruim/péssimo" é o maior desde os últimos anos do governo José Sarney e só 2% dos entrevistados consideram o governo "ótimo", enquanto 54% acham o governo "péssimo". Em linha com as manifestações de "Fica Dilma" e do "Fora Dilma", a avaliação positiva é maior no Nordeste (18%) e o a negativa prevalece no Sudeste (76%). 


Práticas paradesportivas
Neste ano em que comemora 100 anos, a Câmara Brasil-Alemanha do Rio de Janeiro cria o Pulsar, um programa de capacitação para profissionais que vão aprender a lecionar práticas esportivas para pessoas com deficiência. A metodologia foi desenvolvida por professores da Universidade de Esportes de Colônia, na Alemanha. O curso de extensão começa em abril e conta com a parceria do Instituto Superar, da Firjan e da Universidade de Esportes de Colônia. A ideia é, após o início do curso no Rio, expandir o programa para São Paulo e outros estados do Brasil.


Clube do Trade
Com o varejo em queda e a indústria em crise, especialistas indicam que o melhor caminho é a educação e a troca de experiências. Por isso, a Involves, empresa catarinense que desenvolve tecnologia para trade marketing, lançou o Clube do Trade, espaço para disseminar boas práticas e materiais educativos, que tornem as estratégias da indústria e do varejo mais articuladas e assertivas. A empresa, que cresceu 158% no ano passado, conta com 8% da base de clientes em SC, entre eles nomes como Parati, Intelbras e Cecrisa. 


Liliana Lavoratti, editora-fechamento
liliana@dci.com.br

Assuntos relacionados:

opiniãoplano de vooguerra fiscal
Imprimir
TVB Nova Brasil FM Rádio Central AM
Uma empresa do
© 2017. DCI Diário Comércio Indústria & Serviços. Todos os direitos reservados.