Serviços
19/04/2017 - 18h04 | Atualizado em 19/04/2017 - 18h22

Aplicativo de transporte urbano Yet Go marca para 15 de maio oferta de serviço no RJ

Há cerca de seis meses operando no Brasil, nas regiões Norte e Nordeste, a companhia afirma ter 30 mil motoristas e 100 mil usuários cadastrados no País

Plataforma de mobilidade urbana Yet Go começará a oferecer corridas na cidade do Rio de Janeiro a partir de 15 de maio, depois de estrear dias antes na capital paulista
Plataforma de mobilidade urbana Yet Go começará a oferecer corridas na cidade do Rio de Janeiro a partir de 15 de maio, depois de estrear dias antes na capital paulista
Foto: Dreamstime

SÃO PAULO - A plataforma de mobilidade urbana Yet Go começará a oferecer corridas na cidade do Rio de Janeiro a partir de 15 de maio, depois de estrear dias antes na capital paulista, afirmou nesta quarta-feira o sócio-fundador e diretor de operações do aplicativo, Alberto de Souza Júnior.

Há cerca de seis meses operando no Brasil, nas regiões Norte e Nordeste, a companhia afirma ter 30 mil motoristas e 100 mil usuários cadastrados no Brasil.

Segundo Souza Júnior, ele e o sócio Roberto Carlos Pereira investiram 5 milhões de reais no serviço desde a criação da empresa em outubro de 2016. A companhia também já teria recebido ofertas de recursos de dois fundos de investimentos, que foram recusadas, disse Souza Júnior, sem identificar os investidores interessados.

O empresário afirmou que a empresa está operando em 50 cidades do país, mas tem planos de duplicar esse número até julho deste ano.

Entre as ofertas do aplicativo, estão serviços de motofrete e mototáxi, mas em cidades como São Paulo que não possuem regulamentação para transporte de pessoas em motos, a Yet Go trabalhará apenas com motofretes, principalmente em acordos com empresas e restaurantes.

A expansão da empresa ocorre em meio a discussões em Brasília de legislação para regular o setor que atravessa rápido crescimento no Brasil. No início do mês, a Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que ameaça o modelo de negócios do Uber e de outros aplicativos de transporte ao ampliar as exigências regulatórias sobre os serviços.

Souza Júnior, porém, comentou que as novas regras não devem ser um problema para a Yet Go, porque a empresa já trabalha com taxistas e está adequada às regras atuais.

(Por Taís Haupt)

Reuters

Assuntos relacionados:

tecnologiaserviçosyet go
Imprimir
Publicidade

Caderno Especial

Especial Contabilidade 2017

Versão digital (22/09/2017)

Para assinantes Assine o jornal impresso e tenha acesso total à versão digital.
Versão digital do DCI
Clique e assine hoje mesmo
Publicidade

Nós curtimos

TVB Nova Brasil FM Rádio Central AM
Uma empresa do
© 2017. DCI Diário Comércio Indústria & Serviços. Todos os direitos reservados.